É nosso cliente? Avalie-nos!

Quais as diferenças entre Microempreendedor Individual ou Simples Nacional?

Por 26 de maio de 2017Outras Notícias

O Brasil chegou a marca de 7 milhões de microempreendedores, a economia mesmo instável ainda desperta a vontade de ter o próprio negócio, a cada ano cerca de um milhão de pessoas se inscrevem pelo site. Que além da facilidade ainda é uma grande oportunidade de negócio para quem está apenas começando. Mas neste processo sempre há dúvidas que precisam ser esclarecidas e a principal delas é a diferença entre Simples Nacional e Microempreendedor Individual – MEI. Nesta matéria da Contabilidade Gêmeos você fica sabendo qual a melhor opção para o seu negócio, e se tiver algumas dúvidas é só nos chamar.

Atualmente o Microempreendedor Individual – MEI é o mais comentado na hora de abrir um negócio, isso porque é um modelo de empresa que tem como proposta trazer a formalidade e legalidade as empresas individuais, além de alguns benefícios para o empreendedor. Essa é uma boa opção pois isenta o pagamento de tributos federais como IRPJ, PIS, Cofins, IPI e CSLL. Se caso o MEI contratar funcionários os tributos pagos são outros. Mas normalmente os valores necessários a pagar são:

  • INSS a 5% do salário mínimo
  • ICMS à R$1 sem alterações (Comércio e Indústria)
  • ISS à R$ 5 sem alterações (Prestação de Serviços)

O MEI ainda traz uma grande vantagem para quem o escolhe, o Cadastro  Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), que abre muitas portas para os novos empreendedores, como a facilidade de abertura de contas bancárias, pedidos de empréstimos e emissão de notas fiscais, além de auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria e outros. Outra facilidade do MEI é na hora de abrir a empresa, o processo é feito pelo site do Portal do Empreendedor onde é possível encontrar os passos necessários e simples para o seu negócio tomar forma.

Mas alguns pontos são importantes destacar na hora de optar pelo MEI, o empreendedor não pode ter sócios ou ser sócio em outra empresa e seu faturamento deve ser igual ou menor que R$60 mil ao ano.

Para ser um Simples Nacional é preciso ser uma micro ou pequena empresa, quando já organizado é só solicitar a inscrição. O faturamento anual neste caso é maior, ele não pode ser superior a R$ 360 mil e, assim como o MEI, ser sócio de outra empresa.

Mas o Simples Nacional apresenta um regime tributário simplificado onde enquadram as micros e pequenas empresas. O “simples” vem do modo como o processo é feito. O Simples Nacional junta 8 tributos (IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, Cofins, IPI, ICMS, ISS e CPP) em uma única forma de cálculo e pagamento, baseada na sua própria tabela, depois é só verificar a receita bruta do último ano e calcular o percentual de imposto.

Para realizar o processo de MEI, Simples Nacional ou a transferência de um para outro procure a Contabilidade Gêmeos, nós estamos aqui para te ajudar em todos os processos importantes da sua vida, como esse. Não fique com dúvidas ou crie futuros problemas, a Contabilidade Gêmeos te ajuda é só marcar uma consulta com a gente.