É nosso cliente? Avalie-nos!

Como evitar a malha fina do Imposto de Renda?

Por 10 de abril de 2019Pessoa física

Você sabia que, segundo a Receita Federal, mais de 620 mil declarações no ano de 2018 ficaram retidas devido a inconsistências nas informações prestadas? A gente já fez um post sobre os erros mais comuns na hora de declarar o Imposto de Renda, mas se você ainda tem dúvidas continue lendo e saiba mais algumas dicas de como evitar a malha fina do Imposto de Renda 2019.

Entre os erros mais comuns que levam a pessoa para malha fina estão a falta de dados, inversão de valores e informações incompletas. E aí já vai a primeira dica: preste atenção. Fique atento a todos os dados e informações. Revise a declaração várias vezes antes de enviar. Não deixe para a ótima hora, porque isso prejudica esse processo.

Confira abaixo os principais erros cometidos, segundo especialistas, e que aumentam as suas chances de ter a DIRPF retida:

Aposentado com mais de um emprego: Aposentados com mais de uma fonte pagadora deve informar as duas fontes nas fichas apropriadas.

Ações Judiciais: Os rendimentos provenientes de qualquer tipo de ação devem ser informados em Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA).

CNPJ da Fonte Pagadora: Deve-se informar o CNPJ das fontes pagadoras no campo apropriado.

Previdência Privada: Lembre-se que os pagamentos do PGBL devem ser informados na ficha de Pagamentos Efetuados. Já os depósitos do VGBL vão na ficha de Bens e Direitos.

Informação incorreta de Rendimentos: Caso os dados do seu comprovante de rendimentos estejam incorretos, preencha a declaração com essas informações, e solicite ao RH da sua empresa um novo comprovante.

Aluguel: O aluguel é um rendimento tributável e deve ser declarado. O inquilino precisa informar o pagamento na ficha de Pagamentos Efetuados. Já o locatário, se for pessoa física, deve preencher na ficha de Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoas Físicas.

Pensão Alimentícia: A pensão alimentícia também precisa ser declarada. Para quem recebe na ficha de Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoas Físicas e do Exterior e para quem paga na ficha de Pagamentos Efetuados.

Variação Patrimonial incompatível com a renda: A Receita Federal entende que uma parte da renda declarada é consumida em gastos declarados e em outras despesas necessárias para a sobrevivência do contribuinte e de sua família. Sendo assim, o aumento do patrimônio precisa ser compatível com o da renda.

Errou? Corrija seu erro

Se você entregar a sua declaração e depois perceber que omitiu alguma informações, não precisa ficar apavorado. Você pode fazer uma declaração retificadora o quanto antes para evitar um problema maior no processamento.

Essa retificação pode ser feita até o prazo de 5 anos. Só é necessário o número do recibo de entrega da declaração original que será retificada.

Conte com a ajuda de um contador

Caso ainda tenha muitas dúvidas, o ideal é solicitar a ajuda de um contador. Ele pode te auxiliar desde a organização dos documentos necessários até na elaboração da sua declaração, evitando qualquer tipo de erro.

Aqui na Contabilidade Gêmeos sua declaração é feita por contadores especializados! Solicite um orçamento e conheça os benefícios de ser um cliente da Gêmeos.