É nosso cliente? Avalie-nos!

Qual a diferença entre PEPS, UEPS e MPM?

Por 19 de fevereiro de 2020Empreendedorismo

É essencial para uma empresa realizar uma gestão de estoque correta e de qualidade. Essa é uma forma de reduzir perdas e desperdícios, consequentemente economizar nas finanças. Para alcançar esse objetivo, é necessário entender alguns termos como, por exemplo, PEPS, UEPS e MPM.

Essas siglas são métodos de controle de estoque que permitem ao gestor definir, de várias maneiras, qual será o custo das mercadorias vendidas, ou seja, por qual preço os materiais foram comprados quando deram entrada no estoque. Confira o que significa cada uma delas e suas diferenças:

PEPS (Primeiro que Entra, Primeiro que Sai)

Este método prioriza a ordem cronológica de entrada dos produtos privilegiando o uso do lote mais antigo de mercadorias até que as quantidades sejam esgotadas. Ou seja, atribui o custo ao preço de compra mais antigo em estoque. Em seguida, é utilizado o segundo grupo mais velho e assim por diante. Para realizar o PEPS, é necessário que as mercadorias do estoque sejam armazenadas de forma seriada.

O controle PEPS é muito utilizado em negócios onde as mercadorias vendidas possuem datas de validade. A vantagem é ter uma circulação contínua e ordenada de produtos, o que permite refletir, com mais exatidão, sobre o custo real dos itens. O valor dos estoques também se mantém atualizado. 

A desvantagem é a tendência de as primeiras compras terem um custo reduzido, o que gera aumento contínuo no preço das vendas dos produtos. Também é necessário uma boa organização para conseguir controlar diferentes lotes e descobrir o custo do mais antigo.

UEPS (Último a entrar, Primeiro a Sair)

O UEPS é o contrário do anterior. Ele é utilizado o valor do último lote adquirido para calcular o preço de venda do produto. O que vai valer nesse caso é o valor mais recente, pois são repercutidos os últimos gastos com a reposição de mercadorias. Sendo assim, há uma priorização da saída da última mercadoria que chega no estoque, a compra mais recente.

Um dos benefícios é possibilitar um ajuste mais eficiente e rápido na produção e nos valores cobrados do consumidor. A desvantagem é que o lote mais recente sempre é o utilizado, e, caso um lote esteja sendo utilizado, ele é interrompido antes de ser finalizado. 

Para uma empresa que compra produtos com muita frequência, esse método pode não ser muito viável. Ou seja, método UEPS não pode ser aplicado em todos os setores, por exemplo, empresas de gênero alimentício, que trabalham com produtos perecíveis e com data de validade.

A Norma Brasileira de Contabilidade não autoriza o uso dessa metodologia na emissão de documentos fiscais da empresa. Isso restringe o seu uso apenas ao controle interno de mercadorias.

MPM (Média Ponderada Móvel ou Preço Médio Ponderado)

O MPM é uma forma de mensurar o valor do estoque da empresa sem que seja levada em conta uma ordem cronológica de recebimento das mercadorias. É calculada uma média sobre o valor dos custos de cada mercadoria (soma dos diferentes preços de aquisição do produto estocado dividido pela quantidade adquirida). O resultado é o custo média da mercadoria estocada.

Esse é um dos métodos mais simples de utilizar, mas também traz vantagens e desvantagens. A vantagem é a facilidade de implementação do método. O estoque passa por um controle permanente e, sempre que algumas mercadorias são adquiridas, refaz-se o cálculo dos custos. O monitoramento contínuo garante que o preço médio do patrimônio seja mais seguro e mediano.

A desvantagem é que o MPM é recomendado apenas para realizar cálculos de custos pela contabilidade, e não para formar os preços de vendas. Ele é o único método válido pela contabilidade de custos, já que oferece o valor de custo, de estoque e de lucro medianos.

Uma boa gestão da sua empresa e do seu estoque dependem da utilização de um método de qualidade. Não há um melhor ou pior, você precisa utilizar um que seja bom para a sua empresa e suas necessidades, por isso é importante ter um conhecimento profundo sobre o que a empresa precisa e sua área de atuação.